Posts Tagged ‘iPad’

Aplicativo para iPhone e iPad traz namorados virtuais para a hora das refeições

07/11/2011

O aplicativo para iPhone e iPad Plus Boys vai deixar a hora das refeições menos solitárias para algumas usuárias: os seis personagens disponíveis para atuar como namorados virtuais (Kazuma, Yuji, Shota, Makoto, Tatsuya e Charlie) possuem histórias que devem ser acessadas em ordem. Cada personagem emite uma mensagem de apoio, “esperando” e “cozinhando” para a amada que acabou de chegar do trabalho.

O personagem secreto Charlie só pode ser acessado após completar todas as histórias dos personagens anteriores.

O aplicativo custa 0.99 dólares ou 85 ienes por personagem e pode ser adquirido por este link. 

Acessórios para linha Nintendo DS e iPad em versão tradicional japonesa

21/04/2011

A empresa Gametech lançou a linha Wasabi de acessórios para portáteis com padrões e imagens tipicamente japoneses, que vão dar uma ar mais tradicional aos gadgets. São bolsas, capas e adesivos para enfeitar e transportar com estilo os consoles e portáteis.

Além dos acessórios para a linha Nintendo DS e iPad, a linha Wasabi também lançou produtos para enfeitar XBOX, PS2, PS3, iPod, iPhone e PSP, todos com os mesmos padrões e imagens.

Fonte: Dengeki Online

Inspirados por iPad, estudantes criam o Padnote

02/08/2010

O design é semelhante, mas a tecnologia é outra: estudantes de um instituto de ciências e artes midiáticas da cidade de Ogaki, na província de Gifu, elaboraram um caderno muito parecido com o iPad da Apple. O produto está fazendo sucesso tanto pela aparência como pelo preço, muito mais acessível que o original: 735 ienes.

As folhas que compõem o caderno possuem grades quadriculadas que facilitam o desenho. A capa e contracapa imitam quase que perfeitamente o gadget famoso, com textura semelhante e botões impressos.

O produto é fabricado pela Gocco, um empreendimento iniciado pelos próprios alunos, que tiveram a ideia de transformar o iPad em papel após rabiscarem alguns designs. O caderno, lançado  no mês de maio, é procurado principalmente por desenvolvedores de softwares e já vendeu vários exemplares no país através da loja Tokyu Hands desde junho.

A próxima ideia da Gocco é lançar um caderninho baseado no iPhone.

Fonte: Mainichi

Hayao Miyazaki critica iPad

13/07/2010

O diretor e um dos fundadores do estúdio Ghibli, Hayao Miyazaki, criticou o iPad em um entrevista concedida ao periódico Nepuu na edição de julho.

Miyazaki havia dito em outra ocasião que raramente assiste a TV, não possui computador e nem um dvd player, e que prefere escrever cartas do que enviar e-mails. Suas animações também seguem o modo tradicional, ao contrário de vários estúdios que abusam dos recursos da computação gráfica.

Para Miyazaki, não há nenhum sentimento ou emoção em relação ao iPad. “É repugnante. Nos trens, o número de pessoas fazendo um gesto estranho como se estivessem se masturbando se multiplica.” O diretor também disse estar farto da mania de usar celulares dentro dos trens para ler mangás e enviar mensagens de texto.

Fontes: Anime News Network e Kotaku

De carona no sucesso do iPad, lojas vendem iPed chinês

31/05/2010

Enquanto tem muita gente aguardando o tablet mais esperado do ano, os chineses lançaram um genérico do produto da Apple, com um nome bem semelhante, o iPed. O aparelhinho já está sendo vendido nas lojas japonesas para os consumidores que não possuem mais paciência (e dinheiro) de sobra para conseguir o gadget.

O iPed roda o Android OS do Google, possui velocidade razoável e tem touchscreen bem parecido com o iPad, e de acordo com os vendedores, possui um chip da Intel. Seu peso é de 1kg, e o preço é de 9.600 ienes.

Fonte: 3yen

Mágico realiza truques com iPad em Ginza

31/05/2010

Enquanto milhares de japoneses passam horas na fila para comprar um iPad, um mágico, de nome Shinya Uchida, realiza truques com seu  gadget em frente à loja da Apple em Ginza, Tóquio.

Fonte: Asiajin

Sony lançará e-reader e serviço de distribuição de conteúdo

28/05/2010

Em meio a enorme procura dos japoneses pelo iPad, a Sony anunciou ontem que pretende lançar um novo e-reader e um serviço de distribuição de conteúdo para concorrer com o rival da Apple. A previsão é de que no final deste ano o Japão, China, Austrália, Espanha e Itália possam adquirir seus gadgets e ter acesso ao conteúdo digital, tendo uma alternativa ao Kindle, iPad e Nook.

O serviço de distribuição de conteúdo será online, e terá como parcerias a KDDI, Toppan Printing e o jornal Asahi, que oferecerão livros, revistas, quadrinhos e jornais. Outras empresas também poderão se associar ao serviço, cujos conteúdos poderão ser lidos por e-reader de diferentes empresas. O próprio vice-presidente da Sony Electronics Fujio Noguchi não nega a possibilidade de oferecer um conteúdo compatível com aparelhos de seus rivais, ampliando o acesso para muito mais leitores.

Questionado sobre o atraso em relação ao iPad, Noguchi disse: “Não faz sentido ter um negócio como o e-reader se não há conteúdo suficiente em termos de quantidade e qualidade. É preciso construir primeiro um sistema para garantir isso.”

Fonte: Yahoo! News

Softbank inicia pré-venda de IPad no Japão

10/05/2010

Lojas japonesas iniciaram neste dia 10 as pré-vendas do IPad nas conexões Wi-Fi e 3G, cujos preços das versões de 16GB de memória saem, respectivamente, por 48.960  e 58.320 ienes cada.  A popularidade do produto da Apple é tanto que filas começaram a se formar na madrugada, no lado de fora das lojas da Apple e Bic Camera.

As vendas do IPad foram dos EUA foram atrasadas durante um mês devido ao grande número de vendas ao público americano, que já adquiriu mais de 1 milhão de unidades do eletrônico desde seu lançamento em 3 de abril. A versão 3G começou a ser vendida aos americanos na última semana.

A operadora Softbank vai oferecer aos japoneses planos especiais para as versões 3G e Wi-fi di IPad, como planos pré-pagos e mensais ilimitados.

Os IPad estarão disponíveis a partir do dia 28 deste mês.

Fontes: Mobile in JapanMainichi Daily news

Aplicativo permite que scanlations sejam lidos e baixados em gadgets da Apple

23/04/2010

O aplicativo Manga Rock, lançado pelo grupo chamado Not a Basement Studio, permite que os usuários de iPhone, Ipod Touch e Ipad leiam online ou façam o download dos mais de 900 títulos disponíveis no site Onemanga.

 O leitor de mangás, lançado para venda na terça-feira por 1,99 dólares, oferece várias comodidades para o usuário: recursos como zoom, lista de títulos recentes, favoritos e catálogos arranjados em ordem alfabética, ranking e últimas atualizações. O usuário ainda pode montar uma espécie de biblioteca virtual e informar, via  Facebook e e-mail, quais os títulos estão sendo lidos no momento.

Apesar das várias facilidades que vão fazer a alegria dos leitores familiarizados com a tecnologia da Apple, o Manga Rock não ganhou a simpatia de editoras americanas, entre elas a Yen Press, que já anunciou entrar em contato com a empresa de Steve Jobs para remover o aplicativo até que todos os seus títulos não estejam mais inclusos para download ou leitura online. A Apple e demais editoras ainda não se pronunciaram sobre o lançamento.

Fontes: Anime News Network e Crazy Mark`s Apps

Bandai lançará Pacman e mais dois jogos em versão para iPad

08/04/2010

A Bandai Namco anunciou nesta semana uma boa notícia para os japoneses que querem comprar logo um iPad: três jogos, incluindo o clássico Pacman, serão lançados em versões compatíveis com o gadget da Apple. O jogo PoolProOnline 3 custará 900 ienes, o NobyNobyBoy custará 230 ienes e o Pacman, que neste ano completará 30 anos de existência, será vendido por 600 ienes. Todos eles poderão ser lançados no dia 24 de abril.

O iPad, segundo pesquisa realizada no Japão pela goo Research, é o produto desejado por 1 entre cada 5  japoneses.

Fontes: What Japan Thinks e Dvice

Fujitsu cede nome iPad para Apple

28/03/2010

Próximo do início das vendas do tablet anunciado pela Apple, a Fujitsu decidiu ceder o nome iPad à gigante americana, após acordo feito com o Escritório de Patentes e Marcas dos EUA (USPTO).  A iniciativa veio após a empresa japonesa tentar obter exclusividade sobre o uso do nome, fato que não se concretizou porque o processo para registro da marca estava emperrado desde 2009, devido ao não preenchimento de exigências estabelecidas pela USPTO.

Favorecida pelo atendimento de todos os requisitos do escritório americano de patentes, a Apple obteve o direito à utilização do nome iPad em 17 de março. O tablet será colocado à venda no mercado americano no dia 3 abril e custará cerca de 500 dólares.

A Fujitsu lançou seu iPad em 2002, nos Estados Unidos. Seu aparelho consiste em uma espécie de ferramenta para gerenciamento de estoques e leitura de código de barras, sendo menor e muito mais caro que seu homônimo famoso.

Fonte: Straits Times

Fujitsu disputa o nome iPad com a Apple

10/02/2010

Notícia um pouco antiga, mas valendo: alguns dias atrás, a Apple de Steve Jobs lançou o Ipad, aparelho que une as funcionalidades do smartphone e do laptop em uma só tela, conhecida como tablet. O gadget da maçã mais famosa do mundo permite a navegação na internet e também serve como uma extensão do Macbook e do iMac, com versões para conexão 3G ou Wifi.

Design atraente da Apple

O falatório em cima do novo brinquedo digital trouxe à tona um fato que alguns desconheciam: o nome iPad já estava no mercado há anos em forma de diversos outros produtos.  No Japão, a empresa Fujitsu lançou, em 2003, um aparelhinho com funções mais modestas, como gerenciamento de estoque e checagem de preços. Não muito atraente como o homônimo americano, o iPad japonês foi vendido apenas nos Estados Unidos, e o registro do nome estava emperrado em 2009 na United States Patent and Trademark Office (USPTO), sendo retomado no mesmo ano. A Apple também registrou o iPad como marca, atendendo de maneira satisfatória aos requerimentos da USPTO.

O iPad da Fujitsu

A Fujitsu está consultando seus advogados, e garante que o nome pertence à empresa, pretendendo brigar com a Apple se necessário. Já a empresa americana ainda não anunciou nada referente à disputa pela marca, tendo até o dia 28 deste mês para se decidir sobre a pendência.

No quesito preço, a Apple também tem mais vantagens: enquanto o iPad americano custa 499 dólares, seu homônimo japonês custa cerca de 2 mil dólares.

Fontes: MacWorld , MacMais e Época


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 43 outros seguidores