Adoráveis Tsundere

by

E aí? Vai ficar só olhando?

Com certeza você já viu em algum mangá/anime aquela personagem mal humorada, impaciente e que vive às turras com o herói ou outro personagem masculino desajeitado ou pegador, mas que lá no fundo bem que GOSTA do safado em questão. Leva um certo tempo até que a implicância, os acessos de fúria, o orgulho e o jeito esnobe de ser deem lugar aos momentos de consideração e romance para com os antes judiados, transformando um sentimento de desprezo em algo MAIOR (e quando eu digo MAIOR, é mesmo… aliás, você já procurou as características aí de cima naquele anime que baixou recentemente?).

É o amoooor!

Você pode até pensar: “Ah, vai que ela tá na TPM, mudanças hormonais… isso é normal.” No caso das personagens a seguir, o caso não é bem esse. Elas são assim desde o esboço que os autores fizeram delas, uma característica que está lá independente do tão temido período explosivo. Episódios passam, capítulos são lidos, e lá estão elas transformadas, admitindo sentimentos que outrora eram fortemente negados. O orgulho, esse obstáculo, vai diminuindo com a aceitação e a descoberta do amor e do respeito. E aí não tem como não gostar das tsunderes!

Louise pronta pra descer o sarrafo

M-M-Mas… o que é tsundere??

As personagens que inicialmente mostram desprezo, arrogância e mau humor, mas  que com o passar do tempo desenvolvem características mais positivas e agradáveis para com os outros  são chamadas de tsundere, junção das expressões “tsun tsun”(rabugento, irritante) e “dere dere”(apaixonado, exausto). Personagens que por fora demonstram rebeldia e agressividade, mas que no fundo possuem um lado meigo e carinhoso também são chamadas de tsundere, deixando o termo mais amplo para ser aplicado.

Você não vale nada, mas eu gosto de você!

A origem do tsundere data de 2002, quando fãs de animes difundiram a palavra pela internet e classificaram as personagens com sentimentos contraditórios. O termo pegou de vez e passou a identificar garotas bem conhecidas do mundo otaku, que viraram alvo de admiração e de fetiche. Mas apesar de ser amplamente empregado em figuras femininas, o termo pode ser utilizado quando falamos de personagens masculinos. Exemplos: Ranma (Ranma ½), Vegeta (Dragon Ball Z) e Kyo (Fruits Basket), homens que no começo não dão o braço a torcer, mas no final a gente fica até contente que tenham sossegado o facho.

O fato de o termo tsundere estar dividido em fases “tsun tsun” e “dere dere” transmite a ideia de mudança gradual, ocasionada por algum acontecimento importante na vida da personagem. A vivência com a paixão secreta, o amadurecimento pessoal, o reconhecimento do valor do outro são alguns dos fatores  que agem como o acionador da fase dere dere, que torna a pessoa mais amável e exalando romance.

Já ouvi isso e sei que não é verdade

Shana, à direita, diz: Larga essa baranga, Yuji!

Algumas das frases que você pode ouvir da boca de uma tsundere.

– Não estou fazendo isso por você.
– Eu? Gostar daquele traste? NUNCA!
– Não que eu esteja interessada, até porque não há nada de interessante nele… mas quem é aquela ali?
– Nunca chegue perto de *insira o nome da personagem voluptuosa aqui*. Aquela safada! Não que eu me importe com a sua integridade, mas é que ela me dá nos nervos!
– Vou matá-lo por ele ter *insira alguma razão boba*!
-Não sei o porquê, mas toda vez que vejo ele com ela sinto uma coisa estranha. Mas não deve ser nada de mais.
– (PAF-SOC-BOOM!) Isso é reflexo!
-E-eu nem tô aí pra ele. Pode fazer o que quiser que estou pouco me lixando!

Terreno tsundere

JC Staff e suas adoráveis tsundere

O estúdio JC Staff é conhecidíssimo pelos animes protagonizados pelas tsunderes, que muitas vezes apresentam um perfil comum: baixinhas e enfezadas, munidas de armas, poderes ou um belo punho cerrado. Nas produções de Zero no Tsukaima, Shakugan no Shana, To Aru Majutsu no Index (e seu desdobramento To Aru Kagaku no Railgun), Toradora e Hayate no Gotoku vemos o poder dessas feras sendo descarregado nos coitados dos pares românticos.

Rainha Tsundere: Rie Kugimiya

E uma coisa engraçada é que a seiyuu (dubladora) que dá voz à quase todas as tsunderes do JC Staff é a conhecida Rie Kugimiya, que de tão associada às bravinhas é chamada pelos fãs de Rainha Tsundere.

Personagens – Não são apenas as personagens do JC Staff que ganham a alcunha. Tsunderes são encontradas em vários animes, games e mangás, bem como em filmes e animações ocidentais. Aliás, na vida real você também pode encontrar uma! É só ter muita sorte! (ou azar, porque a pancadaria pode rolar solta!)

Mas vamos aos nomes: Akane Tendo, Rin Tohsaka, Kaoru Kamiya, Motoko Aoyama, Naru Narusegawa, Rukia Kuchiki, Kaname Chidori, Shana, Louise de la Vallière, Aisaka Taiga, Misaka Mikoto, Shibahime Tsubasa, Sheryl Nome…

Mangá O perfil tsundere também já foi tema de um mangá chamado Mozuya-san gyakujou suru, de autoria de Shinofusa Rokurou, no qual a protagonista sofre de um distúrbio batizado de Personalidade Bipolar Tsundere. Devido ao problema, a garota Mozuya Koto torna-se violenta e põe em perigo seus colegas de classe quando seu humor muda bruscamente.

É claro que nesse mangá o lado tsundere parece bem exagerado, mas o autor quis pegar uma carona o termo e dar um toque a mais na história.

Para terminar!

Para fechar com chave de ouro este artigo explosivo, nada melhor que uma música super bacana dos anos 60, que parece encaixar direitinho com as tsunderes orgulhosas!

A canção chama-se Foolish Little Girl, e é cantada pelo girl group The Shirelles. Divirtam-se!
Clique para ouvir ♫ Foolish Little Girlveja a letra aqui

Anúncios

Tags: , ,

15 Respostas to “Adoráveis Tsundere”

  1. Lali Says:

    Artigo suuuuuper divertido! Morri de rir das legendas, hahaha! XD
    E mais um exemplo de um shoujo/josei: A Dama de Ferro de Honey & Clover! <33

    E que divertido saber que o termo pode também ser usado pra homens!! *_*

  2. Gyabbo! Says:

    ÓTIMO artigo! Além de explicar bem o que são as tsunderes, foi muito gostoso de ler, com bons exemplos e sem se alongar demais. Fico na espera de mais artigos assim!

    Gyabbo!

    PS: Também fico no aguardo de uma possível troca de links entre nossos blogs

  3. Alexandre Says:

    Divertido, mas deus me livre de levar uma panelada na cabeça. 😛

  4. Antonio Pereira Says:

    Bacana o artigo. A Rie também dublou a Touko de Marimite, que não é desse estúdio mas, também é uma tsundere de respeito. Abs e Até mais.

  5. Julian Fisch Says:

    Adorei este artigo! O assunto foi bem explicado, e de uma maneira divertidíssima. A expressão da Louise naquela imagem é impagável.

    As legendas ficaram ótimas. E as frases, ah, as frases…

    Enfim… muito bom mesmo!

    As tsunderes com certeza dão um novo significado ao velho ditado “Tapa de amor não dói.” X)

    P.S.: Não conhecia essa música.

  6. Marcela Says:

    Existe Tsundere até em Shakespeare, vejam A megera domada.
    E não acho que a Kaoru entre nessa categoria, no anime talvez, no mangá só me lembro de quando ela prendeu o Kenshin num depósito, logo no início da série, porque ele a viu tomando banho.

  7. O Fenômeno Tsundere: | AnimeFreak Show - V3.0 Says:

    […] do Site/Blog: Japan Pop Cuiaba […]

  8. Marcos Says:

    Bom faz um tempo que estou aconpanhando o seu site e como “Tsundere” era uma duvida minha e de muitas pessas, como eu disse lá no inicio do texto queria responder a duvida do publico do Anfreak. Pessso desculpas por postar na integra o seu artigo mas estava com pressa e acabei não revisando o texto. Agora eu refiz boa parte da pesquisa e percebi que tem paginas brasileiras e gringas falando do assunto. Gosto muito das sua matérias e prometo que não vai se repetir. Gostaria de firmar uma parceria com o seu site se tiver interece. Abayo.

    • vorspier Says:

      Quando eu pedi para retirar meu artigo, você disse que tinha encontrado outras fontes. Agradeci, pois pensei que você tinha feito exatamente o que eu havia pedido. Mas não – o texto das tsunderes continua lá, modificado, dando a entender que você foi o autor do texto.

      Não cola essa de “esqueci de revisar”. Você simplesmente copiou e colou meu texto, modificou muitas partes, e ainda fez o mesmo com o texto do Alexandre Lancaster, praticamente escondendo o crédito de quem escreveu. Não é questão de revisão, e sim de má-fé – adianta ter um site se não sabe preenchê-lo com um conteúdo criado por você? Sinto pena de seus leitores, que estão sendo ludibriados. Se eles são inteligentes, certamente que não vão querer visitá-lo.

      Nós do JPC não queremos parceria nenhuma com seu site. Aliás, com nenhum outro site ou blog que cometa a mesma injustiça, modificando textos nossos e de nossos amigos e retirando os devidos créditos.

  9. Plágio « Gyabbo! Says:

    […] produto de muito tempo de pesquisa, análise e escrita. No primeiro, tivemos o artigo “Adoráveis Tsundere“, onde a Vospier conta de forma clara e elegante um pouco sobre esse tipo de personagem. Já […]

  10. Cancelromance » Guia “Prático” sobre Tsundere – Introdução Says:

    […] se você ainda não leu o artigo “Adoráveis Tsundere” escrito pela Vorspier e publicado no Japan Pop Cuiabá, faça o favor de ler o mais rápido possível. É leitura obrigatória e vai te ajudar a enteder […]

  11. O Fenômeno Tsundere: | Anime Freak Show v4.0 Says:

    […] Matéria do Site/Blog: Japan Pop Cuiaba […]

  12. Cancelromance » Guia “Prático” sobre Tsundere – Capítulo 1: Identificando os tipos de Tsundere Says:

    […] leu o artigo “Adoráveis Tsundere” da Vorspier. Você leu a introdução deste guia. OK! Agora, que você precisa agora é aprender a […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: