Aumenta o número de crianças japonesas que vivem na pobreza

by

Aya Abe, funcionária do governo japonês responsável por estudar o declínio financeiro do país, revelou que entre os países desenvolvidos o Japão possui a quarta maior taxa de crianças vivendo na pobreza. De acordo com ela, cerca de 15% das crianças nipônicas vivem em situação precária, muitas delas tomando banho apenas uma vez por semana e sem condições de comprar um lápis para atividades escolares.

A triste situação existe, porém aos olhos dos estrangeiros e dos próprios japoneses ela não é tão exposta como em outros países, onde as crianças chegam a perambular pelas ruas pedindo dinheiro. Como muitos japoneses evitam falar sobre sua situação financeira, foi necessário que a OCDE – Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico – conduzisse os estudos e apontasse os grandes problemas das famílias japonesas.

Há uma certa resistência por parte dos próprios veículos de comunicação em noticiar o crescimento da pobreza no país, que de acordo com Abe cresceu de forma significante antes da crise mundial de 2008. Mesmo com a OCDE anunciando o resultado dos estudos em japonês, praticamente não houve notícias ou pequenas notas sobre a pesquisa.

São vários os fatores que contribuíram para o número alto de crianças pobres, tais como o aumento de  mães solteiras, pais jovens que não ganham o suficiente para sustentar suas famílias e mudanças na demografia do país. O governo japonês ainda resiste em admitir o problema, mas a gestão de Yukio Hatoyama prometeu ajudar as famílias com assistência financeira. Por enquanto, são oferecidos empréstimos para que as famílias possam pagar faculdades ou colégios para seus filhos.

Fonte: Voice of America

Tags: , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: