Pesquisa constata que 89% das vítimas de tarados em trens não registram queixa na polícia

by

Uma pesquisa conduzida pela Agência Nacional de Polícia do Japão constatou que 89% das vítimas de tarados em trens não registram queixa às autoridades policiais, segundo relatório emitido nesta quinta-feira. Os números foram originados de pesquisas feitas de forma online com pessoas de Tóquio e quatro províncias, com 3.256 entrevistados. Desse total, cerca 80% gostaria que câmeras de segurança fossem instaladas nos metrôs para inibir a ação dos chikan – como são conhecidos os tarados.

A Agência Nacional de Polícia pretende instalar aparatos de segurança e aumentar o patrulhamento dentro dos vagões de trens, como uma maneira de incentivar as vítimas a denunciar os abusos. Entre os cidadãos que foram presos por abordar passageiros, muitos são funcionários de companhias que agem enquanto vão ao trabalho.

Dentre as razões apresentadas pelas vítimas para não registrar queixas estão a situação problemática que isto poderia causar ao envolvê-las (30.6%), e a impressão de que registrar boletins de ocorrência e investigações poderiam ser perda de tempo para a polícia (26.6%). O número de pessoas que simplesmente não faziam nada ou fugiam após serem agarradas e/ou abordadas totalizou 80.9%.  Muitas aguentavam caladas ou paralisadas por não saber o que fazer.

Entre os homens entrevistados, 59.6% temiam ser confundidos com tarados dentro dos vagões.

Fonte: Japan Times

Anúncios

Tags:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: